Coordernação de Estágios

                    O estágio supervisionado curricular é o conjunto das atividades de aprendizagem social e profissional, oferecidas ao estudante pela participação em situações reais de trabalho em seu meio, sob a responsabilidade e coordenação da IES. Essa etapa da formação do profissional constitui eixo norteador na estruturação curricular e tem por finalidade propiciar ao aluno a vivência de sua formação. Dessa forma, o aluno, nesse período, vivenciará os conhecimentos teóricos adquiridos em sala de aula, captando as orientações práticas obtidas na escola e as interligando como forma de conhecimento de sua profissão. O estágio supervisionado, quando integrante do currículo pleno do curso apresenta-se com atividades de prática pré-profissional, exercidas em situações reais de trabalho, mas sem qualquer vínculo empregatício.

                    Essas atividades devem ser desenvolvidas dentro das normas estabelecidas através de regulamentos próprios, aprovados pelo Conselho Superior da FAESP considerando-se as características específicas de cada curso e modalidade de ensino. As atividades complementares complementam a formação do aluno, assim como o estágio, na medida em que incluem visitas técnicas, participação em eventos (cursos, seminários, palestras, painéis, etc.), desenvolvimento de práticas investigativas, participação em ações sociais voluntárias e ações que oportunizem ao aluno experienciar o conhecimento e a ampliação de seu universo formativo. Sendo assim, o Estágio e as Atividades Complementares operam como atos integrantes do processo de ensino aprendizagem, são situações específicas de alto valor em que se pretende proporcionar ao formando um olhar prático e pessoal sobre os vários momentos reais em que os conteúdos teóricos curriculares são colocados em debate em face da prática profissional.

                      O relatório de conclusão de estágio que cada aluno-estagiário apresentar ao final do Estágio, conforme a estrutura prevista nos projetos científicos dos nossos cursos serão aproveitados no seu resultado como instrumento que servirá para uma cooperação com as entidades cujas instituições estão inseridas no programa de extensão da Faculdade.